sábado, 14 de dezembro de 2013

“CIRCO DE LUZ” - Espectáculo Multimédia no Terreiro do Paço

Depois do grande sucesso do espectáculo “Arco de Luz, que contou com mais de 500.000 espectadores em 10 noites no Verão de 2012, eis que chega o "Circo de Luz".

Entre no espírito natalício e assista ao espectáculo.

“CIRCO DE LUZ” - Espectáculo Multimédia

De Nuno Maya e Carole Purnelle
Com voz de Nuno Markl
Com tema musical original de Deolinda
Organização: CML, ATL, EGEAC
Projecto Artístico e Produção: OCUBO.com

De 14 a 25 de Dezembro 2013
Sessões de 2ª a 6ª às 19h, 20h, 21h e 22h
Sessões ao Sábado e Domingo às 18h, 19h, 20h, 21h e 22h
Dia 24 de Dezembro apenas sessão às 18h
Dia 14 de Dezembro – INAUGURAÇÃO às 19h seguida das restantes sessões

Fonte



domingo, 20 de outubro de 2013

Intra_Rail da CP

Todos já ouvimos falar do Interrail mas será que conhecem o Intra_Rail?

Aconselho que visitem este blogue http://interrail-portugal.blogspot.pt/2011/05/intrarail-agora-e-mais-simples.html

O que é?
Agora é mais simples descobrir Portugal e a sua história, seja na praia, no campo ou na cidade.
O produto INTRA_RAIL permite viajar livremente nos comboios da CP, com a certeza de que de Norte a Sul do País encontrarás sempre alojamento numa Pousada de Juventude à tua espera.

Este produto é válido durante 3 ou 10 dias, dentro de 1 ou 2 das 4 zonas pré-definidas.
Vem descobrir Portugal sem levar a cama às costas.

Agora também disponível para maiores de 30 anos.

Consulta aqui as características
  
Modalidades

INTRA_RAIL Xcape:O INTRA_RAIL Xcape pode ser utilizado durante 3 dias numa de 4 zonas pré-definidas(ver Zonas/Pousadas) e inclui:
- Viagens gratuitas em comboios Intercidades (2ª classe), Regionais, InterRegionais e Urbanos.
- 2 noites de estadia com pequeno-almoço, em quarto múltiplo nas Pousadas de Juventude. Podes optar também por dormir em quarto duplo. Para isso basta pagares a diferença entre os preços de quarto múltiplo e duplo, na Pousada de Juventude.


INTRA_RAIL Xplore:
O INTRA_RAIL Xplore pode ser utilizado durante 10 dias em duas zonas adjacentes – AB – BC - CD (ver Zonas/Pousadas) e inclui:
- Viagens gratuitas em comboios Intercidades (2ª classe), Regionais, InterRegionais e Urbanos.
- 9 noites de estadia com pequeno-almoço, em quarto múltiplo nas Pousadas de Juventude. Podes optar também por dormir em quarto duplo. Para isso basta pagares a diferença entre os preços de quarto múltiplo e duplo, na Pousada de Juventude.


Live Trip:
O INTRA_RAIL Live Trip destina-se a grupos organizados, e foi pensado para proporcionar a experiência do INTRA_RAIL a empresas, escolas ou mesmo a grupos de amigos. Está disponível para quatro itinerários fixos e pré-definidos e apresenta um preço diferenciado relativamente à versão individual (XCape e XPlore). O preço difere ainda consoante a época do ano e o itinerário escolhido.

O INTRA_RAIL Live Trip inclui viagens ilimitadas durante três dias, dentro do itinerário escolhido, e alojamento durante duas noites em quarto múltiplo com pequeno-almoço incluído, nas Pousadas de Juventude localizadas no eixo escolhido, conforme tabela em baixo.

Acrescente valor ao seu Plano de Atividades!

O INTRA_RAIL Live Trip constitui uma experiência que marca o seu Plano de Atividades corporativo. É ideal para:
  • Ações de team building e motivação de equipas
  • Ações de comunicação interna
  • Ações de responsabilidade social
  • Passeios organizados
Serviços complementares:
Em caso de interesse e mediante um acréscimo de preço, elaboramos programas de animação à medida e atividades de lazer chave na mão. Consulte a CP.



Como funciona?    
A realização do INTRA_RAIL Live Trip está sujeita a um número mínimo de 12 participantes e a um máximo de 40.

Com o produto INTRA_RAIL Live Trip é possível viajar durante três dias dentro do itinerário escolhido, nos comboios Intercidades (2ª classe), Regionais, Interregionais e Urbanos.

Depois de escolhido o itinerário e o alojamento, é necessário efetuar um pedido de reserva para o email atrás indicado.

A confirmação posterior da reserva será feita pelos serviços da CP - Comboios de Portugal mediante disponibilidade de lugar nos comboios que têm reserva obrigatória e de alojamento nas Pousadas de Juventude.

A compra será efetivada após o pagamento num dos pontos de venda do INTRA_RAIL, e será emitido um título de viagem para o respetivo grupo, para o itinerário escolhido, e para os dias indicados.

Consulte mais aqui


Onde comprar:
O INTRA_RAIL é vendido em todo o país, em bilheteiras CP, Pousadas da Juventude e Lojas Ponto JA (IPJ).

Estações de Venda CP:
- Albufeira; Aveiro; Braga; Cais do Sodré; Castelo Branco; Coimbra; Coimbra-B; Covilhã; Entrecampos; Entroncamento; Ermesinde; Espinho; Estarreja; Évora; Faro; Figueira da Foz; Guarda; Guimarães; Lagos; Lisboa Oriente; Lisboa Sta Apolónia; Lisboa Sete Rios; Nelas; Oeiras; Ovar; Paredes; Pinhal Novo; Pombal; Portimão; Porto Campanhã; Porto São Bento; Recarei-Sobreda; Régua; Rossio; Santarém; Tavira; Trofa; Viana do Castelo; Vila Nova de Gaia.

Pousadas da Juventude:
- Abrantes; Alcoutim; Almada; Alfazeirão - São Martinho do Porto; Alijó, Aljezur-Arrifana; Almograve; Alvados – Porto de Mós; Areia Branca; Aveiro; Beja; Braga; Bragança; Castelo Branco; Catalazete – Oeiras; Coimbra; Espinho; Faro; Foz Côa; Foz do Cavado; Guimarães; Idanha a Nova; Lagos; Lisboa; Lisboa – Parque das Nações; Lousã; Melgaço; Mina - Fundão; Mira; Ovar; Penhas da Saúde; Ponte de Lima; Portimão; Porto; Santa Cruz - Torres Vedras; São Pedro do Sul; Tavira; Viana do Castelo; Viana do Castelo – Navio Gil Eannes; Vila Nova de Cerveira; Vilarinho das Furnas; Viseu.

Lojas Ponto JA (IPJ):
- Aveiro; Beja; Braga; Bragança; Castelo Branco; Coimbra; Faro; Guarda; Leiria; Lisboa – Av. Da Liberdade; Portalegre; Porto; Santarém; Setúbal; Viana do Castelo; Vila Real; Viseu.

Como comprar o INTRA_RAIL Live:   
Mediante reserva prévia através do endereço de e-mail: INTRARAIL@cp.pt e com uma antecedência face à data da realização de sete dias úteis.

Fonte CP


sábado, 10 de agosto de 2013

Miradouro do Arco da Rua Augusta

Após 7 meses de obras o miradouro do Arco da Rua Augusta abriu ao público.

O miradouro triunfal do Arco da Rua Augusta
Por Por Luís J. Santos, Vera Moutinho (vídeo)
09.08.2013

Abriu esta sexta-feira ao público o miradouro do Arco da Rua Augusta. É Lisboa a 360º, com o olhar a abarcar do centro histórico ao Tejo. Os primeiros visitantes não pouparam elogios à "nova" e luminosa panorâmica da capital.

Não é que faltem miradouros à cidade das sete colinas. Mas este tem tudo para tornar-se de culto especial, tanto pelo monumento (limpo e restaurado) que o sustenta como pela panorâmica que permite ter da Lisboa histórica e ribeirinha. De um lado, percorremos com o olhar a Baixa pombalina, por outro o casario a subir ao Castelo, dali um arco perfeito pelo Tejo até à ponte e à outra margem. E, acima de tudo, debruçamo-nos sobre toda uma arejada praça do Comércio, onde um D. José e seu cavalo - também em estátua acabada de restaurar - nos vira as costas e, como nós, centra o olhar no Cais das Colunas.

Na verdade, este miradouro, que agora se abre a todos (ou quase - já que a escadaria deixará de fora muitas pessoas com mobilidade reduzida), já era acessível a alguns - uma escada em caracol, agora fora do trajecto turístico, permitia-o. O dia 9 de Agosto fica na história, 138 anos depois da conclusão do arco, como a data em que uma nova e luminosa panorâmica se abre aos lisboetas e visitantes. E com o monumento restaurado e imaculadamente limpo: o projecto global de restauro, instalação do equipamento e elevador, além de outros trabalhos, ficou orçado em cerca de 950 mil euros, suportados pelo Turismo de Lisboa, que gere o espaço.

A inauguração do elevador decorreu na manhã desta sexta-feira, com o presidente da autarquia, António Costa, a classificar o miradouro de "maravilhoso". Pelas 14h, abriam as visitas públicas ao arco, já com uma fila de umas três dezenas de pessoas a darem sinais de ansiedade para estrearem a nova atracção.

A experiência começa por uma pequena recepção, na Rua Augusta, à direita mesmo antes de chegarmos ao arco. O preço do bilhete geral foi fixado em 2,5 euros (grátis para as crianças até 5 anos). A viagem no elevador (normalíssimo, o que até parece ter desiludido alguns visitantes que fantasiavam um elevador panorâmico - de colocação praticamente impossível no monumento) dura alguns segundos. À saída do elevador, há logo a sensação da novidade de estarmos atrás das estátuas que nos habituamos a apenas olhar de baixo para cima.

Passado um lanço de escadas, entrámos no Salão do Relógio onde se concentra a maquinaria do relógio e que é iluminado por uma vistosa clarabóia. No centro do salão, um enorme painel central resume a história do monumento, planeado e construído entre os séculos XVII e XIX. Um novo lanço de escadas leva-nos, como dizia um visitante, "ao céu".

Estamos atrás das Glória, que coroa o Génio e o Valor - são as esculturas de Célestin Anatole Calmels que rematam o topo do arco. Agora, podemos estar não só atrás, como ombro a ombro com estas virtudes. No centro deste amplo terraço, um sino marca a hora. Os primeiros visitantes (no topo podem estar no máximo 35 pessoas, por razões de segurança) vão emergindo da escadaria e esbugalham os olhos. De "lindo" a "deslumbrante", vão desfilando os adjectivos à mesma velocidade que são disparadas as máquinas fotográficas. É Lisboa a 360º num novo e eterno postal panorâmico.

A rematar a nova forma de ver o arco e a cidade, há um espectáculo multimédia interactivo, todas as noites até dia 18 de Agosto: é uma criação a ser projectada na fachada do monumento, assinada por Nuno Maya e Carole Purnelle, baptizada de "Arco de Luz".

Informações
Horário: 
O miradouro abre diariamente das 9h as 19h00 (até dia 18 fecha duas horas mais tarde, por causa do "show" multimédia)
Preços: 
2.5€ (crianças até 5 anos grátis)
Existe um pack (Lisboa Interactiva) que junta as visitas ao arco e Lisbon Story Centre (adulto 8€, sénior 6,5€, crianças até 5 anos grátis, crianças 6-15 anos 4,5€, família de 2 adultos + 2 crianças 24€)
Espectáculo multimédia:
Até dia 18/8, sessões 21h30, 22h30 e 23h30

Fonte

Noticia RTP (com vídeo)

Fonte

Fonte

sábado, 15 de junho de 2013

Artigos: Os melhores terraços de Lisboa

Roteiro
Os melhores terraços de Lisboa
Um roteiro à procura dos melhores terraços para comer, beber e, sobretudo, ver a cidade


Escondem-se no topo de hotéis, em prédios de habitação, em antigos clubes ou associações. E são verdadeiros paraísos, terraços, abertos ao público, para beber um copo e petiscar a partir dos quais é possível, acima de tudo, ver a cidade de Lisboa de forma privilegiada. Mesmo ao lado dos Armazéns do Chiado, no Hotel do Chiado, há o bar Entretanto, no qual, das 17 às 19 horas, pode beneficiar de descontos em todos os cocktails.

Enquanto aprecia as vistas do castelo, do elevador de Santa Justa, do rio e dos telhados dos prédios pombalinos, pode ainda comer uma sanduíche de salmão fumado com molho de iogurte, por exemplo. Umas ruas adiante, fica a Travessa do Ferragial. É por este "beco" que se entra no próximo destino deste roteiro, a Associação Católica Internacional ao Serviço da Juventude Feminina.

Só precisa de tocar à campainha e subir a escadaria. Lá em cima, existe uma cantina humilde, sim, mas que surpreende pelos preços acessíveis (o menu, composto por prato, pão, sopa ou sobremesa, custa €6,50) e, sobretudo, pela esplanada com uma das mais bonitas vistas sobre o Tejo. Note bem: só servem pequenos-almoços (a partir das 8 e 30) e almoços (das 12 às 15 horas), de segunda a sexta-feira.

E já que estamos na zona do Chiado, justifica-se uma visita ao Terraço BA, no Bairro Alto Hotel, novamente nomeado para os World Travel Awards 2013. Agora com um horário alargado até à uma da manhã, pode beber-se ali uma sangria ou provar uma das saladas. Em seguida, rumamos à zona dos Restauradores. O terraço de que aqui se fala situa-se no sétimo piso do Altis Avenida, virado para a Avenida da Liberdade, embora a partir dele também se veja o Rossio. Funciona nos horários de pequeno-almoço (das 7 às 10 e 30), almoço (12 e 30 às 15 horas) ou jantar (19 e 30 às 22 e 30) e, até à uma da madrugada, também é possível pedir uma bebida e um snack.

A meio da Avenida da Liberdade, subimos ao 11.° piso do NH Hotel. Estamos no NH Terrace Bar. Em redor da piscina panorâmica (quem não está alojado no hotel, terá de pagar €25...), foi criada uma área de esplanada que pode ser frequentada por toda a gente. A ementa inclui sugestões leves (como o hambúrguer supremo de frango ou a tosta rústica com queijo de cabra) e os serões prometem ser animados por dj's convidados ou música ao vivo (até às 23 horas). A poucos passos, no Hotel Tivoli Lisboa, também podem aproveitar-se os finais de dia, no Sky Bar, aberto até à 1 hora da madrugada.

Instalado no topo do antigo Mercado Chão de Loureiro (transformado em parque de estacionamento), o ZamBeZe é um restaurante dedicado à gastronomia moçambicana e portuguesa. No terraço, um dos mais espaçosos da capital, com 300 metros quadrados, pode-se relaxar e apreciar a paisagem à nossa frente.

Para finalizar (ou para começar, dependendo do percurso escolhido pelo leitor), paramos na renovada esplanada do Clube Ferroviário (Rua de Santa Apolónia, 59). O chão, as paredes e algumas peças de mobiliário têm agora novas tonalidades (cinzento, azul e amarelo). O bar, remodelado, tem uma cobertura de madeira.

A zona das antigas cadeiras de comboio também ganhou uma estrutura em cana para fazer sombra e alguns assentos foram forrados com tecido novo. Mantém-se, no entanto, a área "relvada" (sintética) para quem preferir apanhar banhos de sol. Com o horário prolongado durante a semana até às 2 da manhã e, às sextas e sábados, até às 4 horas, é o lugar ideal para começar (e terminar) a noite.

Fonte


ZamBeZe

domingo, 2 de junho de 2013

Viagens: Cuidado com as leis dos outros

Viagens: Cuidado com as leis dos outros
Gestos e atitudes banais em Portugal podem dar direito a prisão, no estrangeiro. Se estiver a conduzir, os perigos são ainda maiores. Conheça algumas das regras que podem causar-lhe dissabores.

Por causa de uma fratura de um braço, Joaquim Pimenta, 27 anos, está há quase um mês detido na cidade bósnia de Sarajevo. É que, ao atravessar um cruzamento, no centro da cidade, o carro que conduzia embateu noutro provocando a fratura de um braço da pendura do outro veículo. A polícia iniciou, de imediato, um complexo processo de investigação. Quando tudo parecia resolvido, Joaquim foi chamado para depor, na esquadra mais próxima. Horas depois, os amigos com quem viajava receberam um telefonema a dar conta da sua detenção. Joaquim passou a noite na cadeia, sem autorização para estabelecer contactos. Está acusado de dois crimes: violação do Código da Estrada, por não respeitar um sinal de prioridade - o que garante não corresponder à verdade -, e por provocar ferimentos na passageira do automóvel bósnio.

No dia seguinte, foi-lhe nomeado um advogado oficioso. Joaquim ficou ainda mais uma noite detido até que lhe pagaram a caução. Mas está, desde 28 de abril, proibido de abandonar a cidade, por "receio de fuga".

Nem o seguro de proteção total do carro alugado na Eslovénia - que, em teoria, seria mais do que suficiente para cobrir estes danos - o livrou de problemas. Tem-lhe valido o apoio das embaixadas espanhola, em Sarajevo, e portuguesa, em Belgrado, que lhe garantem, também, os serviços de tradução, já que o seu advogado não fala inglês.

Com julgamento agendado para 27 de maio, o português sabe que não escapará ao pagamento de uma multa entre 350 e 2 500 euros. Depois de lida a sentença e paga a multa, ser-lhe-ão devolvidos os documentos e a liberdade de circulação.

"Aqui, somos culpados só porque somos estrangeiros. É o sistema: o estrangeiro é culpado e é rico", desabafa.

Cuba
Queijos, enchidos e artigos elétricos são, por norma, confiscados. Os estrangeiros que aluguem carros e se envolvam em acidentes com feridos serão sujeitos a um longo processo de averiguações. Em caso de morte de cidadãos cubanos, mesmo sem culpa, os estrangeiros são detidos em prisão preventiva ou impedidos de sair do país, até ao fim das investigações. Os cartões de crédito dos EUA estão proibidos e o câmbio de dólares encontra-se sujeito a uma sobretaxa de 10 por cento.

Angola
Embora a proibição já não conste da legislação, fotografar, usar binóculos ou consultar mapas perto de edifícios governamentais, instalações militares ou de segurança causa, inevitavelmente, problemas com as autoridades.

O tráfico e o consumo de drogas são punidos de forma severa. Os acidentes de carro, muito frequentes e nem sempre fáceis de evitar, implicam longos processos de averiguações. Em caso de atropelamento mortal, por exemplo, o condutor é imediatamente detido.

Japão Medicamentos com compostos de pseudoefedrina ou codeína, entre os quais as comuns gotas nasais Vick, são proibidos e não podem entrar no país.

Itália
Em Florença, mesmo que o cansaço seja muito, esqueça a ideia de descansar sentado nos degraus de uma igreja. O gesto é suficiente para lhe cobrarem uma multa.

Uzbequistão
O aluguer de carros só pode ser feito com motoristas incluídos. O seguro não é obrigatório e a carta verde não é aceite aqui. São frequentes os postos de controlo da polícia, que, muitas vezes, exige o pagamento de multas arbitrárias. É aconselhável negociar estes valores. Convém ter atenção ao facto de os postos de abastecimento nem sempre terem combustível.

Animais - Estados unidos
Em São Francisco, Califórnia, alimentar pombos dá multa.

Dinheiro - Canadá
Os vendedores podem recusar-se a receber muitas moedas de uma só vez.

Droga - Jamaica
O cultivo, uso ou posse de drogas é punido com prisão, mesmo no caso dos turistas.

Religião -Ilhas Maldivas
É proibido entrar com Bíblias, bem como com qualquer objeto religioso não muçulmano.

Praia -Ilhas Fiji
Em qualquer praia, ainda que quase deserta, o topless e o  nudismo são punidos com prisão.

Espanha
Em Barcelona, andar de biquíni ou calções fora das praias dá direito a uma multa.

Hábitos -Cazaquistão
Tirar uma inocente fotografia num aeroporto é crime.

Emirados Árabes Unidos
Um beijo em público dá direito a uma visita à esquadra mais próxima. O gesto é visto como uma transgressão.

Singapura
Fumar em locais públicos ou mastigar pastilha elástica em transportes públicos é punido.

Transporte -França
Todos os condutores são obrigados a possuir alcoolímetros.

República Checa
É obrigatório circular com os médios ligados. O mínimo de álcool detetado dá lugar a prisão.

Argentina
Os automóveis têm de ter extintor e dois triângulos. É comum a polícia multar quem não circule com um kit de primeiros socorros.

Fonte


terça-feira, 2 de abril de 2013

Empresa Portuguesa: SlowFast Cycles

Em agosto do ano passado 4 amigos decidiram abrir na zona da Doca de Santo Amaro, uma loja/oficina/hotel de bicicletas.

Neste espaço pode alugar uma bicicleta e/ou deixar a sua e ir buscá-la quando quiser, a oficina está aberta ao público por isso pode deslocar-se até lá para arranjar a sua (ferramentas à disposição para que possa fazer pequenos consertos na própria bicicleta, mas também lá está um técnico sempre pronto a ajudar)

Visite e pedale muito.


Artigo
Slow Fast Cycles
Onde havia um pub irlandês abriu uma loja de bicicletas que também é oficina e hotel. Mauro Gonçalves foi espreitar.


Andar de bicicleta nunca esteve tão em voga e se está a ponderar começar a pedalar todos os dias de casa para o trabalho, talvez seja boa ideia optar por uma bicicleta levezinha, rápida e que, em calhando, até pode personalizar ao seu gosto.

Nas Docas, paredes meias com bares e restaurantes, abriu a Slow Fast Cycles, cheia de bicicletas citadinas, mesmo como Lisboa pede. O forte da casa são as bicicletas fixed gear e dentro desta família as opções multiplicam-se. Não está por dentro do conceito? Então saiba que estas bicicletas não têm mudanças, andam somente quando se pedala e, em alguns casos, nem travões têm, uma parte que, no caso desta loja, fica ao critério de cada um.

A Slow Fast Cycles abriu no final de Agosto pela mão de quatro sócios que, depois de uma viagem a Taiwan, ficaram maravilhados pelo último grito do ciclismo urbano. Por toda a loja predominam os modelos da RH+O, uma marca que os próprios não descansaram enquanto não trouxeram do Oriente. A estrutura é simples, fina e as bicicletas existem em todas as cores, desde o preto até ao cor-de-rosa néon.

Em plena artéria do ciclismo lisboeta, a Slow Fast Cycles aproveitou o espaço de um antigo pub irlandês para abrir mais do que uma loja. Além do aluguer de bicicletas, funciona também como hotel.

Trocando por miúdos, é uma grande ajuda para quem adora dar uma voltinha todos os fins-de-semana mas não tem como levar a bicicleta para casa. Ali, há espaço que chegue para todas e os donos podem ir buscá-las quando bem lhes apetecer. Uma outra vertente, a oficina, também está aberta ao público. Há ferramentas à disposição para que cada um possa fazer pequenos consertos na própria bicicleta, mas também lá está um técnico sempre pronto a ajudar, quando os desarranjos não são assim tão simples.

Slow Fast Cycles. Doca de Santo Amaro, Armazém 7. 21 825 0266. Ter-Dom 10.00-20.00.

Fonte


Notícia na TV

Hospedagem para bicicletas

Há uma loja de bicicletas em Lisboa com um conceito inovador. A SlowFast Cycles funciona também como uma oficina e um hotel onde os ciclistas podem deixar as bicicletas. Os proprietários quiseram apostar no ciclismo urbano e acreditam que esse é o futuro da mobilidade nas cidades.

Fonte

Vídeo

sábado, 30 de março de 2013

Empresa Portuguesa: Ghost Tours Portugal

"A Ghost Tours Portugal tem o objectivo inovador de dar a conhecer de uma forma lúdica e diferenciadora os episódios perturbantes e as personagens mais polémicas da história de Lisboa. As Tours correspondem a visitas pedestres nocturnas, nas quais crianças e adultos exploram os recantos da cidade durante aproximadamente 1h30.
Reviva o passado da capital portuguesa acompanhando a representação dos nossos actores. Atreve-se a experimentar?"

Fonte 

Haunted Lisbon Tour – Venha conhecer os acontecimentos reais mais impressionantes que assombraram a história da capital portuguesa nos últimos séculos. Encontre-se connosco na baixa lisboeta e prepare-se para se dar a conhecer aos fantasmas encurralados nas ruas da cidade.

Duração da Tour: Aproximadamente 01h30 a pé.

Preço dos Bilhetes:
Adulto: €18
Sénior (mais de 65 anos): €15
Estudantes: €15
Crianças (entre 5 e 10 anos): €10


Site da Empresa ---> Consulte para obter mais informações

Você na TV

video

sexta-feira, 15 de março de 2013

Empresa Portuguesa: Hippotrip (atualizado)

Hoje à hora de almoço estava a ver as notícias e fiquei curiosa com uma que vi no jornal da SIC.

A peça jornalista era sobre o 1º autocarro anfíbio em Portugal (e também da Península Ibérica) que tem como fim o turismo.

[Nos Países Baixos este conceito já existe (mais informações abaixo do logo da hippotrip)]

A empresa chama-se Hippotrip e descrevem o seu projecto como:

"Diversão riso e aventura, tudo embrulhado na experiência de passeio turístico mais singular de Lisboa!

A bordo do nosso veículo anfíbio, explore os diferentes locais da capital de Portugal, por terra e mar, sem sair do conforto do seu próprio assento. Prepare-se para se divertir com os nossos guias e aprender sobre a cultura e história fabulosa desta cidade deslumbrante.

Dê um Hippotrip ... Lisboa com um splash."

Mergulho no Tejo

Reportagem (com vídeo)

Lisboa vai ter um autocarro anfíbio
A partir do próximo mês Lisboa vai ter um novo autocarro turístico que é também um barco. Por enquanto está em testes para rodar nas ruas de Lisboa e no Tejo já no próximo mês. Os preços variam entre os 15 e os 25 euros. São 90 minutos de viagem, 60 em terra, 30 no rio.



Floating Dutchman

Site da empresa
Artigo no site do turismo holandês (ENG)
Artigo no site do turismo holandês (PT - BR)


sábado, 9 de fevereiro de 2013

Noticia Nacional: Hotel Villa Aljustrel abre em Fevereiro

Hotel Villa Aljustrel abre em Fevereiro
Por Carla B. Ribeiro
28.01.2013
Aljustrel passa a contar com um novo hotel de três estrelas, que inclui o restaurante Fio d'Azeite, dedicado à gastronomia tradicional.

O Hotel Villa Aljustrel, com classificação de três estrelas, deverá abrir em Fevereiro, espalhando “encantos e recantos” por um edifício de quatro pisos, “de linhas modernas e contemporâneas”, desenhadas pelo arquitecto Carlos Ganhão.

Apesar de toda a modernidade, a unidade faz questão de, nas suas notas de apresentação, afirmar que o edifício se destaca “pela harmonia” e pelo facto de se inspirar na “paisagem panorâmica sobre as planícies alentejanas”.

Os 33 quartos do Villa Aljustrel, que “partilham da simplicidade e das linhas de design moderno que definem o hotel”, são “espaçosos”, com amplas camas que “proporcionam conforto” e das quais se pode até “vislumbrar o pôr do sol nas planícies alentejanas”.

Mas nem só do sono ou das belas paisagens viverá o Villa Aljustrel. O hotel, que também incluirá ginásio de manutenção (com sauna e banho turco incluídos), terá outra grande e potencialmente saborosa atracção alentejana: o seu restaurante, baptizado de Fio d’Azeite, promete aliar o requinte aos melhores sabores da cozinha tradicional portuguesa e, além de uma sala de refeições, oferece um pátio para refeições estivais.

A cereja no topo: um bar, precisamente no último andar do hotel, com belas vistas panorâmicas garantidas.

De destacar ainda a localização central e o facto de possuir parque de estacionamento gratuito, com capacidade para 80 viaturas, a escassos metros do hotel, um projecto promovido pelo Grupo Alentrel que envolveu um investimento de 1,8 milhões de euros.

Mas, nos próximos tempos, Aljustrel ainda dará outro grande salto turístico: aguarda-se a abertura do cinco estrelas Prestige Hotel & SPA, vocacionado para o lazer e bem-estar e também para o turismo de conferências.

O início do ano é pródigo em novos projectos hoteleiros no Alentejo, incluindo a abertura do quatro estrelas Monte Filipe, no concelho de Nisa, e do cinco estrelas Alentejo Marmoris, em Estremoz.

Fonte


domingo, 21 de outubro de 2012

Guias American Express

Os famosos Guias American Express contêm informações sobre o destino, fazendo um retrato sobre o país/cidade e a sua história, indicações ao turista: onde ficar, onde comer e informações úteis: , como funcionam os serviços, transportes e etc.

Estes podem ser adquiridos em livrarias como Fnac, Bertrand,... e em supermercados como o Continente.

Site

Existem 3 tipos de guias:

Sobre o país, sobre uma cidade em específico e um com o TOP 10 de uma cidade ou região.